OLHAR É MOMENTO conhecimento e tendência mas também, vício e desobediência.

Na sua essência, tudo é encantador, tudo é sedutor.

 

 ARTE COMO CRÍTICA DA CULTURA???
A coerência é antecipadamente definida por uma pré - fixação dos referentes líricos em difusão no momento.

IN - NADA
A Inobjectiva actividade

Primeira página.
- Suponha-se que acredito.
- As perguntas essenciais.
- A Arte está morta?


ON - NADA
Natureza, acaso e objectivo

Segunda página.
- A manifestação.
- Olhar como vento.
- Olhar será (ainda).


NADA
Proposta para um processo criador.

Terceira página. Que fazer?
- Está tudo feito...?
- Como escapar à banalidade original?
- Novo?


Quer comentar? Clicar em baixo.

 

Voltar acima


 DISCURSO
 para nada.

Quarta página?
- Não sei o que é!... Provavelmente nada!

 



ENTRADA PARA AUTOR

Obrigado pela sua visita

 Licença Creative Commons